Dicas e Curiosidades sobre Buenos Aires

Buenos Aires tem 58 ruas com nomes de mulheres. A maior concentração é em Puerto Madero, bairro no qual todas as ruas são com nome de mulheres, em homenagem a políticas, educadoras e artistas, e ainda à fundadora das Madres da Praça de Maio, Azucena Villaflor.

 

Como centro urbano que é, Buenos Aires sofre das mazelas de uma cidade grande, mas também oferece tudo que se espera de uma metrópole. Além da arquitetura charmosa, a cidade tem diversos pontos turísticos, parques, variedade de restaurantes, opções de entretenimento noturno e muitas lojas.

 

Buenos Aires tem várias lendas e curiosidades que nem todos os turistas conhecem. Muitos prédios, avenidas e monumentos escondem causos, histórias, lendas e até mesmo algumas assombrações.

 

O Idioma é falado é o Espanhol, tendo a moeda sendo o Peso Argentino e a Voltage de 220.

 

Principais pontos turísticos

 

  • Casa Rosada – A sede da presidência da Argentina é um dos símbolos do país e passou a ter seu exterior pintado de rosa por volta de 1870. Há várias explicações para a cor, desde que representaria a união de dois partidos políticos até quanto ao uso de sangue bovino misturado à tinta naquela época. O edifício que hoje é sede do governo começou a tomar a forma a parMuseutir da junção da Casa de Governo com o edifício de Correios e Telégrafos. Conhecer a fachada e tirar uma foto ali é figurinha carimbada no roteiro dos brasileiros, mas é possível também fazer uma visita guiada (gratuita) ao interior do edifício aos sábados, domingos e feriados. Também há o Museu do Bicentenário na parte de trás do prédio.

 

  • Plaza de Mayo – A Praça de Maio é o coração político de Buenos Aires. O local é palco frequente de manifestações populares, entre elas a manifestação das Mães da Plaza de Mayo que ocorre às quintas-feiras, e está cercado por belos edifícios como a Casa Rosada, o Cabildo, a Catedral e a sede do Banco de La Nación Argentina. Arborizada e com vários bancos, essa praça costuma ser um local de descanso dos portenhos que trabalham ou vivem na região. De frente a ela sai a Avenida de Mayo, que leva à bela praça do Congresso

 

  • Obelisco e avenidas 9 de Julho e Corrientes – O Obelisco é um monumento histórico de Buenos Aires criado para comemorar os 400 anos de fundação da cidade. Ele está localizado no cruzamentos entre as avenidas Corrientes e 9 de Julho, ambas muito movimentadas. A Av. 9 de Julho já foi, inclusive, considerada a avenida mais larga do mundo. A Corrientes é considerada a Broadway portenha devido aos inúmeros teatros – é possível fazer fotos com as estátuas de alguns artistas argentinos na calçada.

  • Caminito – As janelas e paredes coloridas fazem parte do cenário no Caminito, uma rua-museu a céu aberto extremamente turística, que abriga restaurantes, lojas de lembranças e ateliês. O assédio é chato, mas quando se fala em turismo em Buenos Aires, esse é um dos locais mais tradicionais a ser conhecer. O nome se deve a um tango, cujas letras estão gravadas em algumas paredes do lugar. A variedade de lembranças de viagem a alfajores no lugar é enorme, entretanto, negociar o preço é a melhor tática.

 

  • Teatro Colón – O Teatró Colón é motivo de orgulho dos portenhos e impressiona pela riqueza de detalhes em seu interior. Pela acústica apurada, ele é considerado um dos melhores teatros de ópera do mundo e quem visita a cidade pode aproveitar a viagem para assistir a um espetáculo. Caso não consiga assistir a uma apresentação, faça a visita guiada, que mostra a arquitetura e decoração interna do edifício.

  • Museu de Arte Latinoamericana – MALBA  é a versão encurtada do nome do museu, que abre suas portas para exibir quadros de artistas como Tarsila do Amaral e Frida Kahlo. O local é interessante pois reúne obras de artistas de diversos países e possui algumas obras interativas, deixando o passeio mais leve.

  • Museu Nacional de Belas Artes – O foco do museu é contar a história da Argentina e alguns dos períodos mais importantes de sua história através de obras de artistas locais. O lugar tem quadros muito bonitos e além das obras nacionais há obras de artistas como Monet, Pissarro e El Greco. Fazer a visita guiada é indicado para conhecer com mais propriedade e história das obras.

  • Puerto Madero, área portuária revitalizada e que hoje tem excelente restaurantes, é um ótimo passeio em Buenos Aires, principalmente para conhecer esse lado moderno da cidade. Passeando por lá, aproveite para visitar a Puente de la Mujer e a Fragata Sarmiento, que atualmente funciona como museu.

  • La Bombonera – O adorado estádio do Boca Juniors é um dos pontos que os fãs de futebol mais gostam de conhecer. Visitas ao museu e ao estádio possibilitam conhecer mais de perto a história do clube, suas conquistas e ter até a oportunidade de ver de pertinho o campo e visitar os vestiários. Fica bem perto do Caminito.

  • Cemitério da Recoleta – Pode parecer estranho, mas é isso mesmo: o cemitério da Recoleta é um dos “pontos turísticos” mais visitados de Buenos Aires. No lugar estão enterradas algumas celebridades argentinas, entre elas o General Alvear e Evita Perón, cujo túmulo sempre está com flores. Na visita guiada gratuita dentro do cemitério (ou com o mapa que é vendido na entrada) é possível conhecer detalhes dos túmulos mais importantes, alguns deles são considerados monumentos históricos nacionais. Complete a visita com a Igreja Nuestra Señora del Pilar e o ótimo Centro Cultural Recoleta, que ficam bem ao lado, assim como o shopping Buenos Aires Design, onde está o Hard Rock Café.

  • Floralis Generica – O monumento metálico criado pelo arquiteto Eduardo Catalano chama a atenção mesmo de longe. Trata-se de uma enorme flor de metal, cujas pétalas se abrem durante o dia e se fecham durante a noite na Plaza de las Naciones Unidas. Vale a pena ainda caminhar até a Faculdade de Direito, atravessar a avenida pela passarela e chegar à Plaza Francia e à Biblioteca Nacional Mariano Moreno, com um prédio fantástico.

 

  • Rosedal de Palermo – No Parque 3 de Febrero está um dos lugares mais bonitos de Buenos Aires, o Rosedal de Palermo. O espaço, que completou 100 anos em 2012, conta com um lago e mais de 18.000 rosas que o enfeitam de uma forma muito especial – obra do arquiteto paisagista Carlos Thays, o mesmo que construiu o Jardim Botânico, Parque Avellaneda e Parque Lezama. O Rosedal é enorme (são 3,4 hectares de área) e tem uma bela ponte grega que atravessa o lago, um anfiteatro, um pátio andaluz e o Jardín de los Poetas, onde há bustos de personagens famosos como Alfonsina Storni, Dante Alighieri, William Shakespeare e Jorge Luis Borges. São todos lugares que valem a pena visitar e tirar para tirar fotos! Há duas boas épocas do ano para visitar o Rosedal: obviamente, do final de setembro ao início da Primavera, especialmente em outubro. Mas também em julho, quando começa a época de poda e locais e turistas o visitam para receber flores!

  • Planetário Galileo Galilei – Também em Palermo está o Planetário de Buenos Aires, que tem uma sala de projeção semi-esférica com uma cúpula de 20 metros, onde você pode ver quase 9.000 estrelas, planetas e satélites do universo, além de filmes sobre o tema, em resolução de 8K! No prédio há também um museu, uma sala de projeção e uma coleção de meteoritos do norte da Argentina.

  • A Casa Mínima possui apenas 2, 5 metros de largura e 13 de profundidade e encanta principalmente por sua fachada simples e simpática. Com uma alta porta de duas folhas de madeira pintadas de verde e uma adorável sacada no andar de cima, a Casa Mínima é hoje um intrigante ponto turístico que conta um pouco da sofrida história dos escravos negros na Argentina e a mais estreita da cidade!

  • Diagonal Norte e Sul - Essas duas avenidas que nascem na Casa Rosada foram inauguradas em 1920 e têm um detalhe interessante. Todos seus prédios tem a mesma altura, 33 metros. Andar por essas avenidas, principalmente pela Diagonal Norte, é um espetáculo de arquitetura.

  • Linha A, a mais velha da América do Sul - Inaugurada em 1913, essa linha começa embaixo da Casa Rosada e segue a Avenida de Mayo e depois Av. Rivadavia.

 

  • Diagonal Norte e Sul – Essas duas avenidas que nascem na Casa Rosada foram inauguradas em 1920 e têm um detalhe interessante. Todos seus prédios tem a mesma altura, 33 metros. Andar por essas avenidas, principalmente pela Diagonal Norte, é um espetáculo de arquitetura.

Hope Pousada

@hopepousada

@hopepousada

  • Hope Pousada
  • Hope Pousada

    hopepousada@gmail.com

    (22)-2622-8357

    (22)-99841-9193