Dicas e Curiosidades sobre Istambul

A Turquia é uma nação milenar, com uma cultura muito rica e peculiar.

 

Em praticamente qualquer cidade que você visite na Turquia é possível encontrar um ou mais castelos. Eles têm diversos tamanhos, belezas e histórias. Transformados em sua maioria em atração turística, essas fortalezas foram criadas pelos exércitos para se defenderem de invasores e foram construídos principalmente durante o Império Bizantino e Otomano.

O grande bazar ou mercado coberto fica em Istambul e data de 1455, quando a Constantinopla foi conquistada. Mais de três mil lojas estão distribuídas em dezenas de corredores. Apesar de nenhum turista ser capaz de ver tudo, ele já foi considerado a atração número 1 da cidade. Por ser um local turístico, os preços são mais altos, mas nem por isso deve-se deixar de visitá-lo quando estiver em Istambul. Só apreciar as lojas com os típicos temperos, os tapetes e outros artigos de decoração, como as lindas luminárias, namorar as joalherias repletas de lindas peças em ouro, já vale muito a visita.

 

Você pode cruzar continentes por um túnel

Desde 2013 a linha integrada de metrô Marmaray, que tem 13,6km, conecta estações no continente europeu e asiático. Ele está há 55 metros abaixo do nível do mar e é a prova de terremoto. Há grandes navegações passando literalmente em cima da sua cabeça. O nome Marmaray é a combinação das palavras Mármara referindo-se ao mar de Mármara com a palavra ray, que em turco significa trilho.

Istambul é um lugar especial, desses que conquistam a gente à primeira vista. A maior cidade da Turquia tem de tudo um pouco e agrada os apaixonados por história, arquitetura, gastronomia e compras. Única cidade do mundo que marca presença em dois continentes: Europa e Ásia

Principais pontos turísticos

  • Uma dica é começar pelo Hipódromo, um museu a céu aberto que, na época do Império Romano, foi um centro cultural onde aconteciam vários eventos, por exemplo, corridas de bigas (carroças puxadas por cavalos). Monumentos importantes, como o Obelisco Egípcio e a Coluna de Serpente, ficam lá.

  • Em frente ao Hipódromo, fica a Mesquita Azul, a mesquita mais importante da cidade e muito procurada por muçulmanos. É a única na cidade com seis minaretes (torres de onde se ouve o Adhan, citação do Alcorão cantado em alto falante, uma espécie de “chamada” para oração). A mesquita é enorme e é possível visitar a parte interna, além do pátio. Boa notícia: a entrada é de graça e eles fornecem acessórios exigidos para entrar, como véu.

  • Perto da mesquita, indo em direção ao Obelisco Egípcio, está o Museu de Arte Turca e Islâmica. Um convite para o visitante entrar no mundo árabe e perceber os detalhes artísticos dessa cultura que dominou uma parte do mundo.

  • Voltando ao império Bizantino temos a Cisterna da Basílica, construída no ano 532 d.C. no subsolo do hipódromo, tinha capacidade para 100 milhões de litros de água.

  • Seguindo um pouco à frente da cisterna, fica a interessante Santa Sofia, ou Hagia Sofia. Fundada inicialmente como uma catedral, foi transformada pelos otomanos em uma mesquita. Depois da construção da Blue Mosque, a Santa Sofia sofreu uma nova transformação e virou um museu bem excêntrico. Mas é tudo perto e você não vai gastar mais do que 15 minutos andando de um lugar até o outro.

  • Um dos principais pontos turísticos de Istambul, além da Hagia Sofia, é o Palácio Topkapi, construído entre 1460 e 1478. Era sede do Império Otomano e residência do Sultão e de suas famílias (sim, eles realmente tinham muitas mulheres e todas moravam no mesmo lugar, o harém). O complexo é dividido em partes: são quatro jardins diferentes, com mesquitas, construções imponentes e muita coisa interessante. Para ficar mais fácil se programar, a gente selecionou os principais pontos: no primeiro jardim, ficam a Igreja de Santa Irene e o Portão Imperial; no segundo, ficam a Seção de relógios, a Torre da Justiça e as cozinhas do palácio; no terceiro, estão as Relíquias sagradas e o hall dos retratos dos sultões, além de diversos dormitórios; no quarto, o Terraço de mármore e a Torre Gülhane Kapisi.

  • Um dos pontos altos do tour pelo palácio é visitar o Harém, onde moravam as esposas, os filhos e as chamadas concubinas (mulheres que moravam com o sultão, mas não eram oficialmente casadas com ele). Cada uma tinha seu próprio quarto e, segundo relatos, havia muito ciúme e briga para ser a esposa preferida. A entrada para o harém é comprada separadamente e a abertura é das 9h às 16h45 (inverno) e das 9h às 18h45 (verão).

  • Ao lado do Topkapi, fica o Parque Gülhane (entrada gratuita), cheio de árvores, bancos e uma grama bem cuidada, ideal para um piquenique. Os restaurantes da área são mais caros que a média, então vale a pena parar por lá, estender uma canga e fazer um lanche antes de continuar o passeio. Um bom jeito de dar um check em outra atração e reabastecer as energias para continuar o tour.

  • Próxima parada: Museu Arqueológico de Istambul, que fica entre o primeiro jardim do Palácio Topkapi e o Parque Gülhane. O complexo é dividido em três partes: o pavilhão arqueológico, o Museu de Antiguidades Orientais e o Museu do Quiosque Esmaltado.

  • O Grand Bazaar ou Kapali Çarsi, criado no século 15, tem quatro entradas principais (e outras menores) que vão te levar aos 60 corredores e 5 mil lojas, com os mais variados produtos turcos que você possa imaginar: tapetes, joias, souvenires, doces, tecidos diversos, narguilés, roupas, luminárias de mosaicos coloridos, bolsas, artesanatos, cerâmicas, lenços, peças de cobre e metal, artesanato em pedras típicas da região, jogos de tabuleiro, antiguidades e muita coisa interessante relacionada à cultura do país.

Além dessa infinidade de opções para encher a sacola, o mercado também tem cafés, restaurantes, mesquitas e lojas de câmbio, que aliás, têm as melhores cotações da cidade para troca de euro ou dólar.

 

Separe um tempo e dê também uma caminhada pelas ruas ao redor dos mercados.

Que tal estar entre dois continentes ao mesmo tempo? Istambul é a única cidade do mundo onde essa façanha é possível. Basta atravessar a Ponte de Bósforo, que liga a Europa à Ásia. Com aproximadamente 1,5 km de extensão, ela une Ortaköy (lado europeu) a Beylerbeyi (lado asiático), e você ainda pode fazer passeios de barco pelo estreito de Bósforo até chegar ao Mar Negro, observando essa cidade linda por outros ângulos.

 

Vale colocar no check list da região outros dois pontos turísticos super interessantes: a Mesquita de Ortaköy (Büyük Mecidiye Camii), localizada na pracinha simpática à beira do Estreito de Bósforo, e o incrível Palácio Dolmabahçe.

 

O bairro Taksim, um dos mais boêmios, é cheio de galerias de arte, lojas, restaurantes, cafés… Ruas charmosas e com muita street art. Mas tem história também.

 

Você pode começar a explorar o bairro pelo Museu de Arte Moderna, ou Istambul Modern, que tem uma imensa coleção de obras de artistas turcos (e alguns estrangeiros) do fim do século 19 ao século 21. O prédio é imenso (8 mil metros quadrados) e os dois pisos são dedicados a exposições de arte moderna e contemporânea.

 

Depois do rolê pelo museu, ande umas duas ruas no sentido norte e você vai ver a Torre de Gálata, um dos pontos históricos de Istambul.

 

De lá, volte ainda mais ao tempo em um dos sistemas mais antigos de metrô do mundo, o Tünel. O simpático “bondinho” sobe a avenida Istiklal Caddesi, famosa pelas centenas de lojas, cafés, restaurantes e docerias. O Tünel é uma boa opção para quem curte passear em um trem histórico e não quer subir a enorme avenida a pé. Se você prefere ir no seu ritmo, conhecendo as lojas, temos uma dica: no caminho, experimente o Lokum, doce turco facilmente encontrado na Istiklal – aliás, as confeitarias sempre oferecem degustações, uma boa desculpa para descansar um pouquinho.

 

O ponto final do Tünel é a Praça Taksim, considerada o coração da parte moderna de Istambul. Foi o ponto de distribuição de água da cidade por séculos, e hoje abriga o Monumento ao Aguador e o Monumento à República. Lá tem ainda um parque bem aconchegante para dar aquela relaxada.

 

O Idioma falado é o Turco, a moeda é a Lira Turca e a voltagem utilizada é de 220V.

Hope Pousada

@hopepousada

@hopepousada

  • Hope Pousada
  • Hope Pousada

    hopepousada@gmail.com

    (22)-2622-8357

    (22)-99841-9193